Tratamentos / Reversão de Laqueadura

A laqueadura (ligadura) tubária, da mesma forma que a vasectomia, constitui um processo cirúrgico de contracepção muito empregado. Todavia, quanto mais jovem uma mulher for submetida à ligadura, maior é a chance do arrependimento e o desejo de ser fértil novamente.

Dentre as causas que determinam o desejo de retorno à fertilidade figuram:

  • novo casamento
  • morte de filho(s)
  • arrependimento

Foto mostrando a tuba uterina cortada (pós-ligadura).

Quando uma paciente ligada deseja ser mãe novamente, a reversão da laqueadura (ligadura) tubária por microcirurgia representa uma excelente alternativa e com uma alta taxa de sucesso em termos de gravidez natural.

Resultados

Considerando-se o homem com bom potencial para reprodução natural, uma mulher com FSH basal adequado e utilizando-se todos os princípios de uma microcirurgia, pode-se esperar uma gravidez tópica (dentro do útero e normal), entre 80 a 90% das vezes. (Cedenho, Lima, Pereira & Mori, Rev Bras Ginec Obstet 18: 157-60, 1996).

As imagens mostradas acima foram feitas a partir da lente do microscópio e estão com um aumento que possibilita uma melhor visualização.

Os fios que aparecem na foto da direita são especiais, de espessura chamada de "9 zeros" (mais finos do que um fio de cabelo) e só podem ser vistos com perfeição através do microscópio.

Os benefícios da reversão de ligadura tubária são amplos se compararmos com os procedimentos in vitro (a outra alternativa para uma mulher ligada ser mãe). Primeiramente, as taxas de gestação em procedimentos in vitro não chegam a 50% por tentativa. Depois, a gravidez ocorre com interferência humana e não por vias naturais e finalmente, existem altos riscos de gestações múltiplas (gêmeos ou trigêmeos) em procedimentos in vitro.

O video ao lado é uma gravação realizada durante uma cirurgia de reversão de ligadura tubária pela técnica microcirúrgica. Note que só é possível a visualização dos fios da cirurgia graças à utilização do microscópio.

Veja também que ao término da cirurgia, as tubas uterinas ficam muito bem recanalizadas, ou seja, ficam com seu canal interno reestabelecido.

Observações

  • O filme não tem sonorização
  • Todos os direitos de cópia são da Universidade Federal de São Paulo.

Referências na Literatura Médica:

  • Gomel, V. Reversal of tubal sterilization versus IVF in the era of assisted reproductive technology: a clinical dilemma. reprod Biomed Online, 2007 Oct;15(4):403-7.
  • Schippert, C. et al. Organ-preserving and reconstructive microsurgery of the fallopian tubes in tubal infertility: still an alternative to in vitro fertilization (IVF). J Reconstr Microsurg. 2010 Jul;26(5):317-23.
  • Mori, MM. Microcirurgia e recanalização tubária: resultados. Rev Bras Ginecol Obstet. 1996 Mar; 18(2):157-60.
Você tem dúvidas?
Consulte-nos pelo formulário abaixo ou ligue no telefone (11) 5052-1000 será um prazer te ajudar.